cesma in blues

o cesma in blues finalmente vai ter um site na rede. isso já era pra ter rolado, mas sempre apareciam outras prioridades, como, por exemplo, pagar compromissos assumidos e não contemplados incialmente pelo projeto.

pra complicar um pouco mais a situação, a captação de recursos via Banco do Brasil, através da LIC/Muncipal, gorou porque o banco, assim como uma porção de empresas da cidade, está com pendências junto à prefeitura, trancando o recolhimento do ISSQN, uma das formas de arrecadação utilizadas pelos projetos e como houve mudança de mandado a coisa subiu à tona.

se soubéssemos disso antes poderíamos ter realizado uma campanha de captação de recursos via IPTU – impossível, porque houve alteração da lei que agora somente permite a doação dos 30% em cota única, mas o prazo encerrou dia 31 de janeiro.

então, restam as seguintes opções: conseguir recolher através do ITBVI – imposto cobrado pelas transações de imóveis urbanos, coisa que poucos produtores conseguem.

captação de recursos através de outros editais de financiamentos culturais, LIC Estadual ou Lei Rouanet, por exemplo.

captação através de patrocínio direto.

apesar disso, temos outro desafio não menos importante, lançar o dvd das 2 últimas edições do projeto, quando tivemos a participação de praticamente todos os principais expoentes do blues brasileiro: Blues Power Trio, Jefferson Gonçalves, Big Joe Manfra, Décio Caetano, Robson Fernandes, Beale Street, mais a presença do norte-americano, Peter MadCat. Sem falar na participação não menos importante de outros músicos que ainda não possuem a mesma visibilidade.

um dvd com esse time tem peso e qualquer pessoa que goste da coisa vai querer ter esse material em casa. então, nossa batalha é exigente, mas temos fé de que esse ano será um ano importante para toda a família Cesma in Blues.

dsc08397

Anúncios

2 comentários em “cesma in blues

  1. Queridão, se o BB tá devendo pra prefeitura, n devo me preocupar tanto assim com mninhas dívidas, hua hua hua.

    Os projetos para o Cesma in Blues esse ano tão bem bacanas. O mais trabalhoso realmente é a captaçao de recursos. Mas n desista.

    Eu, na verdade, se tivesse direito a voto, escolheria do DVD. Registro importante do trabalho de vocês e das metas do projeto, acredito. ALém disso, tb vai ser uma fonte de renda bem legaus. Eu quero um desses pra mim.

    Bom, como santa de casa n faz milagres, mas sempre promete, esse ano eu n perco o Cesma in Blues, pode escrever no site do projeto aí: a Nêga vem! hahahaha. Bjo saudosos.

  2. muito bem Elaine, assim fico mais tranquilo, saber que tu também tem dívidas.hahhahaha. outro dia vi uma charge do veríssimo: 2 caras combinando um jogo de bola na praia. o primeiro pergunta: os solteiros contra os casados? resposta: não, os adimplentes contra os inadimplentes.
    querendo ou não a coisa se resume a dinheiro, e haja criatividade para tocar projetos culturais sem ele. mas, seguimos com o nome ainda imaculado, diferentemente de outros tantos por aí. bjos

Os comentários estão encerrados.